Nona Lição

Tudo bem que Kant supõe o progresso na história. Mas quem é o sujeito desse progresso, o espectador ou o ator? É certo que o espectador, por não estar envolvido, pode perceber esse desígnio da natureza (o progresso). Já o ator, e os eventos singulares, carregam a importância de abrir horizontes, esperança, para o futuro. Isso quer dizer que o espectador, um cidadão (espectador) do mundo, julga se os eventos conduzem ao eterno progresso rumo à liberdade e à paz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: