Oitava Lição

Não há como falar do pensamento de Kant sem lembrar de sua época histórica singular e a ocorrência da Revolução Francesa. Se o pensador deve validar publicamente suas idéias, isso não quer dizer que deva se engajar politicamente. A importância dos acontecimentos históricos está nos olhos do espectador, não nas palavras e ações dos atores. Além disso, a reação dos espectadores, diante do evento histórico, provaria o caráter moral da humanidade. De acordo com Hannah, existe uma ligação estrita entre a filosofia moral e a teoria kantiana da história, de maneira que a suposição do progresso da história é a condição para qualquer ação. Os homens não precisam fazer o mal, diz Kant. Nenhuma rebelião é legítima, pois contraria o princípio da publicidade do pensamento. Com a devida exceção para a abolição da liberdade de opinião, é claro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: