A ética “oculta” de Lucimara

Enquanto eu fazia entrevsita de mestrado para UFSC, uma aluna revoltada contra o movimento contra cotas, tentava difamar minha imagem. Cheguei em casa, abri a comunidade UFSC e vi mensagens estranhas. Sem entender perguntei:

Leandro Damasio
Alguém falou sobre meu pré-projeto de mestrado E APAGOU o post ou é delírio meu?
Giácomo
Leandro
foi uma tal de Lucy. Deve ter ficado com vergonha de ser uma canalha.
Daniel
Foi isso, Leandro.
Falaram aqui que foste até o núcleo NIPP pedir orientações sobre teu pré-projeto de mestrado. Estavam te acusando aqui. Dizendo que isso não é certo, não é justo com os outros concorrentes.
Uma aluna das sociais que trabalha no Núcleo veio aqui te acusar.
Se chama “Luci”.
Se você entra na página do NIPP você descobre quem é.

***

Que absurdo! Injusto com os outros concorrentes (como achei de certo modo injusto comigo) é um aluno alheio ao curso não ter informações claras sobre as linhas de pesquisa do programa.

Encontrei o Prof. Ricardo Silva, pois o reconheci de uma palestra, no café natural do CFH. Perguntei-lhe sobre meu projeto, se tinha sintonia com o mestrado da UFSC, e ele me recomendou conversar com o Prof. Seibel, já que este estudava Políticas Públicas.

Opa! É o meu tema. Só que minha perspectiva é mais prática, mais gerencial, e talvez menos sociológica. Queria ver se o programa da UFSC tinha a ver com a minha pesquisa.

Chegando lá, encontrei alguns alunos bem legais. Talvez a tal da Luci fosse uma delas. Trocamos bibliografias. Mas depois o Prof. Seibel se recusou a olhar o projeto. Considerou uma tal atitude anti-ética. É? Estranhei um pouco, mas tentei compreender.

A coincidência maior foi que acabei de voltar da entrevista do mestrado. E a banca perguntou: “você já tem sugestão de orientador?” Respondi que não. Eles, imediatamente, indagaram: “ora, você estuda aqui e não procurou nenhum professor ainda? Não que seja uma exigência, mas…” Foi quando pensei que realmente não havia nada de errado em procurar o professor para conversar sobre o pré-projeto.

O NIPP é mais do que a ira de Lucimara. Ela caluniou, viu a reação de indignação da comunidade e apagou seu post, sem antes mudar a foto e trocar seu nome.

Anúncios

2 Respostas to “A ética “oculta” de Lucimara”

  1. Mauricio Says:

    Leandro, não se preocupe, existem pessoas que ao invés de reconhecer o potencial mérito das pessoas preferem denegri-las perante todos. Isso é uma pratica comumente utilizada por pessoas que sabem do mérido da outra, mas preferem seduzir os demais a não reconhecer.

    É incrível uma universidade pública, formada por méritos, ter
    posicionamentos tão mesquinhos e fechados como este.

    Abraços.

  2. otavioanacleto Says:

    conheço a figura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: