Como os trabalhadores politizaram a tragédia catarinense

idelisalvatiCom trabalhadores quero me referir menos aos verdadeiros trabalhadores catarinenses em geral do que os membros do partido dos trabalhadores. A catástrofe que abalou profundamente a economia e, mais do que isso, que sentenciou vidas catarinenses está sendo utilizada pelos mais baixos interesses partidários.

A primeira evidência foi a demora de Lula em visitar a região. Foi preciso que a grande imprensa se posicionasse contra o presidente. O Globo publicou editorial suplicando a presença de Lula numa das maiores tragédias que o Brasil já presenciou. É sabida a decepção de Lula com o povo catarinense com seus 56% de votos para Geraldo Alckmin, nas últimas eleições presidenciais. Quem decepcionou, em verdade, foi o próprio Lula com os escândalos de corrupção.

O segundo fato inusitado, tristemente relatado pelos moradores da cidade mais atingida, foi o desaparecimento do prefeito petista de Itajaí, Volnei Morastoni, logo no momento em que a cidade mais precisava. Morastoni governou tão mal a cidade, que perdeu a reeleição. E olha que para perder uma reeleição, no Brasil, é preciso ter feito uma gestão PÉSSIMA. O povo disse não a Morastoni. Mas não tardou para que o prefeito enraivado se vingasse do povo. Abandonou a cidade quando ela mais precisava. O contrário fez o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing. Nesses momentos a gente vê quem são os bons governantes…

Por falar em Blumenau, o candidato derrotado, mais uma vez petista, Décio Lima, não deixou por menos. Tentou dar o golpe do porto. Tentou aproveitar a situação para, finalmente, federalizar o porto, justamente quando o prefeito oposicionista assumirá a prefeitura (conferir). Logo o porto – a hegemônica fonte de renda da cidade.

Todo o relatado descaso não bastava para os “trabalhadores”. Obrigado pelas circunstâncias, pressionado pela mídia e pelo Congresso Nacional, o Governo Federal editou uma Medida Provisória para liberar recursos para a região; uma medida imediatamente aprovada.

Passado um mês, por mais entrevistas que a petista Ideli Salvatti tenha doado à mídia, nenhum centavo sequer chegou para atender os flagelados. Somente hoje, dia da segunda visita de Lula à região, o dinheiro cairá na conta dos gestores locais. Segundo a lógica petista, era necessário que o Presidente Lulinha da Silva viesse antes de liberar as verbas, para que a imagem do PT fosse vinculada aos tais recursos (públicos, ok?). Isso ajudará, pensam, a eleger Ideli a governadora.

Dessa vez, Lulinha descerá do helicóptero para receber abraços daqueles que lhe votaram contra. Assim, o povo catarinense de certo vai aprender a lição. Não a de suplicar favores a Lula. Mas a de jamais votar no PT.

4 Respostas to “Como os trabalhadores politizaram a tragédia catarinense”

  1. Kênia Says:

    Cuidado ao generalizar Lê. Estava para te mandar um e-mail interesante que recebi com o discurso de nada mais nada menos que uma PTista. Neste assunto prefiro não opinar. Há bons e maus políticos em todos os partidos.

  2. Danilo Says:

    Engraçado você escrever que “para perder uma reeleição, no Brasil, é preciso ter feito uma gestão PÉSSIMA” considerando que o DEM perdeu, nada mais nada menos, que 290 prefeituras nesse pleito, se considerarmos as eleições de 2004.

  3. Leandro Damasio Says:

    Não estou beatificando nenhum partido. Mas quantas dessas eram candidaturas de reeleição? Você não considera o instituto da reeleição maléfica à democracia?

  4. Danilo Says:

    Não está beatificando nenhum partido, mas parece estar usando essa tragédia que aconteceu para fazer ataques sucessivos ao PT. E as outras tragédias que ocorreram aqui em 83, 84, 92? O governo federal foi tão atuante assim?

    Acho muito cômodo para o Bornhausen ficar apenas cobrando do governo federal e culpar apenas a natureza pelas enchentes. Porque não buscam aculpa dos governos estaduais e municipais pelo projeto falho de urbanização?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: