A ciência política de Obama é a gestão pública

A questão que perguntamos hoje não é se nosso governo é muito grande ou muito pequeno, mas se ele funciona, se ele ajuda as famílias a encontrarem empregos que pagam um salário decente, que tipo de seguridade eles dão, uma aposentadoria que seja digna. Onde a resposta for sim, nós iremos avante. Onde a resposta for não, os programas acabarão. E aqueles de nós que manejam os dólares públicos terão que prestar contas – para gastar de maneira sábia, reformar maus hábitos, e fazer nossos negócios à luz do dia – porque apenas assim nós podemos restaurar a confiança vital entre o povo e o governo.

Merece ser pregada nos murais o fragmento do Discurso de posse. Dois dos elementos mais centrais da teoria política pós-moderna. Em primeiro lugar, o fim das ideologias (estado mínimo free market contra estado máximo no market) em detrimento do pragmatismo. Em segundo lugar, a condição de accountability e transparência pelas instituições. A ciência política de Obama é a gestão pública.

Anúncios

Uma resposta to “A ciência política de Obama é a gestão pública”

  1. Otávio Anacleto Says:

    Respondendo o seu comentário.
    Falta tempo ou falta assunto ou falta saco pra escrever.
    Mas pretendo sempre que possivel atualizar.

    Assim como você percebi a mesma coisa no discurso do Obama, um avanço pra fronteira(e o rompimento) da teoria politica como conhecemos.
    Pelo menos aquela velhaca e batida.

    Não tem como não falar sobre a posse.

    E no mais, nada mais.
    Abraços.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: