Ironias no Senado

Segunda é dia de política. Embora silenciosas, as duas eleições no Congresso representam passos importantes para a agenda do legislativa federal e até mesmo para as articulações dos blocos presidenciáveis para 2010. A este respeito, porém, ao contrário do que pareceria à primeira vista, quem ganha perde! Quero dizer: isto serve ao PT. Ficou claro que Lula não confia no petista Tião Viana. Nota: sabiam que Lula perdeu no primeiro turmo para Alckmin lá no Acre? Alguma semelhança com o fato dos recursos federais para recuperação das cidades atingidas pela enchente catarinense (onde Alckmin ganhou nos 2 turnos) ainda não foram liberados? Essa psicologia perversa de Lula, perceptível somente por lentes refinadas, colocou ironicamente Lula contra o partido que fundou. Ganhando, o PT enfraquece Lula, e, por consequência, também Dilma. Tanto isso é verdade, que o PSDB – veja só! – despejará seus 13 votos no PT. Sabem de uma coisa que jornalista nenhum ainda noticiou? Do silêncio de José Serra. Fingiu-se neutro, afastou-se, e… de repente o PSDB apóia o Tião. O fato é que, não havendo (mais) traições, os pemedebistas Sarney e Michel Temer vão comemorar segunda. Bem poderia eu acordar e ler uma notícia como “Reviravolta no Senado: bancada democrata muda votos de Sarney para Tião”. Seria o fato político do ano.

Anúncios

Uma resposta to “Ironias no Senado”

  1. Otávio Anacleto Says:

    DEM tá fazendo a analise errada e isso é uma pena.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: