again

Depois dos gritantes erros metodológicos da pesquisa sobre produtividade no setor público, apontadas aqui, eis que o Ipea novamente ganha a luz negra da discussão, após o estudo sobre capacidade dos aeroportos. A pesquisa é esta e a crítica mais forte é esta. Detalhe que estamos diante do governo federal criticando governo federal, o que é natural e saudável, na minha visão. Fica a dúvida sobre o que está acontecendo com o Ipea, este instituto da maior importância, este tradicional cérebro do planejamento federal, que ganhou ainda mais fôlego no governo Lula. Como funciona o procedimento interno? Há uma espécie de banca para qualificar as pesquisas e reorientá-las, nos moldes de programas de pósgraduação? Sei não. Mas devia ter. Porque as pesquisas do Ipea são influentes, ganham a mídia com facilidade -na assessoria de imprensa são eles eficazes – para o bem e para o mal. Será que o Instituto tem metas apertadas e está publicando pesquisas a toque de caixa? Ou não, ou será que os economistas da velha guarda simplesmente são relapsos com metodologia e coleta de dados? Esta seria o pior dos quadros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: