O mundo e o universo

Habitamos o mundo. Dentro do mundo já existente é que nascem os seres humanos. Se o mundo antecede nossa existência, também é verdade que nós criamos o mundo. Nascemos em um mundo que não existiria sem nós. Esse eterno espaço que há, isto não é mundo. O mundo não é o universo. Não há limites para o universo. Diferente do mundo, o universo existe independente da humanidade. Já o mundo precisa de nós. Ao contrário, o universo independe de nós. Ninguém habita o universo. Nossa relação com o universo é de um grão de areia escondido na imensidão total.

O mundo é fruto do sentido atribuído. Somente a experiência gera o mundo. Mas não uma experiência solitária, senão que a comum significação da realidade. O mundo brota da comunicação. Nascemos dentro de um mundo existente para o qual nos dirigimos. Aprendemos o mundo, vivendo no mundo. Não há outro lugar de onde extrairmos todas as referências senão do mundo. As coisas do mundo são os assuntos de que falamos. Existimos na medida em que apontamos afirmações singulares para o mundo. Nosso trato com o mundo é de criação. Nós criamos o mundo. Mas o mundo antecede a nossa existência. O mundo nos cria. A educação provém da pressão do mundo sobre nós. Não há mundo sem humanidade. O mundo precisa de nós, embora ele nos tenha. Ao nos abrigar dentro de si, o mundo pertence a todos nós.

O universo se manifesta no mundo, estando além deste. Nada destruirá o universo. Isto não pode ser dito a respeito do mundo. O mundo é como uma vida: um dia nasceu e um dia vai deixar de ser – ainda que isto pareça, em princípio, um absurdo. O mundo parece infalível devido à forma como ele nos engloba dentro de si. Essa aparente eternidade do mundo é falseada por nosso sentimento de preservação do mundo.

Amamos o mundo e queremos preservá-lo. Fruto do mundo, a humanidade é sua única guardiã. Alguma força jamais cogitada da natureza, proveniente de alguma dimensão qualquer do universo infinito, pode devastar o mundo em segundos. Contra essa força temos pouca condição objetiva de defesa. Quem nos fornece alguma pista é a astronomia, que caminha a passos lentos na tentativa impossível de descobrir o universo. Como descobrir aquilo que, afinal, sempre nos cobrirá por completo?

Anúncios

2 Respostas to “O mundo e o universo”

  1. Cortez Says:

    Hi there, just became aware of your blog through Google, and found that it is really informative.
    I am gonna watch out for brussels. I will be grateful if you continue this
    in future. Numerous people will be benefited from your writing.
    Cheers!

  2. cncmoney Says:

    Interesting blog… If you need additional readings or looking for deals on the net.. stop by http://mypersonalreviews.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: